Cloud Computing e Mega datacenters: qual a diferença?

Atualmente, ter espaço para guardar dados é mais importante para as grandes empresas mundiais, por isso não param de crescer novos métodos de armazenamento de informação.

Recentemente informações confidenciais de muitos países tem sido invadidas, colocando em causa a segurança do armazenamento de dados confidenciais.

Essas denúncias fizeram muitos profissionais e especialistas se questionar a cerca do poder dos mega datacenters. A necessidade de arquivar dados vem crescendo graças às necessidades das grandes empresas mundiais, como o Google e o Facebook, que usam o sistema de Cloud Computer, ou computação em nuvem. Um bom exemplo disso é o Netflix, com aproximadamente 36 milhões de usuários de vídeo streaming em Cloud Computer.

Os custos desses mega datacenters são  muito elevados, para termos ideia, o Google investiu US$ 300 milhões no seu datacenter na China e o Facebook investiu US$ 210 milhões nos EUA.

A NSA – Agência de Segurança Americana – também investiu cerca de US$ 2 bilhões em Utah para promover a segurança e defesa cibernéticas. Nesse campo, as consultorias em TI influenciam muito, já que analisam a melhor forma de armazenar os dados.

Essa ferramenta permite que o armazenamento de dados seja acessado por qualquer pessoa, de qualquer país do mundo através da internet ou de aplicativos móveis, sem ter de baixar programas específicos para isso.

Os mega datacenters e o Cloud Computing se relacionam pois, enquanto o primeiro armazena os dados e os libera para o a internet, o segundo os deixa à acessíveis a qualquer usuário.